top of page

Após pressão, governo deve rever calendário para o plantio da soja

Os três estados do Sul, impactados pela Portaria n° 840 editada no dia 7 de julho pelo Ministério da Agricultura, deverão ter um prazo diferenciado para a semeadura de soja na safra 2023/2024. O anúncio deve ser feito nos próximos dias, de acordo com o deputado federal Rafael Pezenti (MDB).


O deputado havia criticado na semana passada a nova norma estabelecida pelo governo, alegando que o calendário de plantação encurtado de 140 para 100 dias, inviabilizaria a chamada “safrinha” de pequenos agricultores. Pela Portaria, produtores estão proibidos de plantar o grão depois do dia 29/12 em Santa Catarina.


Após a pressão dos parlamentares no Congresso Nacional, e de Órgãos Estaduais de Defesa Sanitária Vegetal dos estados afetados, o governo federal acatou o apelo de Pezenti e encontrou um meio termo para solucionar o problema.


Uma nova Portaria regionalizando o calendário de plantio da oleaginosa, tornando os prazos mais elásticos para o estado, deve ser publicada pelo Ministério da Agricultura. A expectativa é de que isso ocorra já na próxima semana.

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page