top of page

Pezenti informa que Ministro será convocado a explicar polêmica na prova do ENEM




O deputado federal Rafael Pezenti (MDB), integrante da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), afirmou nesta segunda-feira (06) que a bancada do Agro no Congresso Nacional cobrará explicações do governo federal sobre as questões que foram aplicadas pelo Ministério da Educação (MEC) no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), realizado no último domingo (05). Os parlamentares alegam que a prova continha informações de cunho ideológico, sem critério científico ou acadêmico.


De acordo com Pezenti, foi apresentado um requerimento de convocação do Ministro da Educação, Camilo Santana, para audiências na Câmara dos Deputados e Senado Federal, além de requerimento de informação ao MEC sobre a banca organizadora do ENEM 2023 e referências bibliográficas utilizadas para a construção do exame, e a solicitação de anulação das questões 89, 70 e 71 que, segundo os parlamentares, foram mal formuladas e contam com desinformação.


O texto de uma das perguntas faz uma crítica ao agro e cita a “violência simbólica, a superexploração, as chuvas de veneno e a violência contra a pessoa”. As cinco alternativas disponíveis para resposta contêm outros elementos negativos que estariam relacionados com o setor.


“Ideologizar algo tão importante como o ENEM é inadmissível. Cerca de quatro milhões de brasileiros, majoritariamente jovens estudantes, que se inscreveram na esperança de uma vaga na universidade, não podem ser levados à desinformação, seja ela qual for. Queremos explicações. O setor que tá mantendo o país de pé, não merece ser tratado desse jeito”, explica Pezenti.

A cadeia produtiva do agro no Brasil movimentou R$ 2,63 trilhões em 2023, cerca de 24,4% do Produto Interno Bruto (PIB) Nacional.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page